Capacidade estratégica da Rússia na América Central surpreendeu EUA, aponta jornal

A estratégia russa nas relações com Nicarágua surpreendeu os EUA, segundo Steven Blank do jornal The Hill.

Anteriormente, o presidente de Nicarágua, Daniel Ortega, permitiu a presença temporária de militares estrangeiros no país, inclusive da Rússia, para fins humanitários.

Essa permissão foi recebida pelas tropas da Venezuela, Honduras, Guatemala, Cuba, República Dominicana, México, El Salvador e EUA, bem como da Rússia.

A permissão não envolve apenas tropas terrestres, como também o envio temporário de navios de guerra e aeronaves

De acordo com o jornal, esta medida pode tornar possível a primeira aparição significativa das tropas russas na América Central, permitindo uma forte presença na Nicarágua.

Além disso, o autor do artigo ressalta que, se a Rússia enviar embarcações de guerra ao país, as partes poderão firmar um acordo sobre o desdobramento permanente da frota russa na região, permitindo a Moscou criar bases navais na América Central.

Outro fator destacado pelo jornal é que, desta forma, a Rússia pode também estabelecer laços econômicos e militares com países em desenvolvimento, ganhando influência no exterior, o que pegou os EUA desprevenidos.

“A Rússia foi capaz de desenvolver esta estratégia apesar de suas restrições econômicas, pois os EUA não deram atenção suficiente aos acontecimentos nestes países”, destacou o jornal.

Sendo assim, o jornal destaca que, com a arrogância americana, os EUA estão perdendo influência nas Américas e criando oportunidades para outras potências, como a Rússia. *Sputnik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: