Arqueólogos descobrem túmulos milenares de clã chinês após 2 anos de escavações

Cemitério com corpos de mais de 3.000 anos foi encontrado na região central da China e segundo especialistas, é da época da dinastia Shang.

A descoberta foi feita no sítio arqueológico de Shaojiapeng, na cidade de Anyang, que fica na região central da China, a cerca de 500 quilômetros ao sul de Pequim e foi a capital da dinastia Shang entre os anos 1600 e 1046 a.C.

De acordo com informações da Xinhua, os arqueólogos acreditam que as ruínas são de um templo ou palácio. No local foram encontradas as fundações de 18 prédios, 24 túmulos, quatro carruagens, além de um grande número de jóias e relíquias de pedras preciosas e bronze, inscritas com o símbolo “Ce”.

Artefato de bronze com caracteres inscritos na parte de trás, encontrado em Shaojiapeng - Sputnik Brasil, 1920, 07.01.2022

Artefato de bronze com caracteres inscritos na parte de trás, encontrado em Shaojiapeng© Foto / Anyang Institute of Cultural Relics and ArchaeologyOs especialistas acreditam que “Ce” seja referência a um clã da dinastia Shang, e que segundo as descobertas feitas em Anyang, eram muito ricos. Em alguns túmulos foram encontradas carruagens inteiras, com cavalos e decorações. Alguns dos animais foram enterrados com peças de ouro e bronze.

Cavalo com ornamentações foi encontrado em túmulo de suposto nobre no sítio arqueológico de Shaojiapeng, na China - Sputnik Brasil, 1920, 07.01.2022

Cavalo com ornamentações foi encontrado em túmulo de suposto nobre no sítio arqueológico de Shaojiapeng, na China© Foto / Anyang Institute of Cultural Relics and Archaeology

“Essa é uma descoberta muito rara em Anyang, uma reflexão clara do extraordinário status e poder do proprietário da carruagem”, comentou o diretor do Instituto de Relíquias Culturais e Arqueologia de Anyang, Kong Deming em entrevista à Xinhua.

Os pesquisadores ainda estão trabalhando nas escavações e na análise dos artefatos encontrados. Entre os mistérios a serem descobertos estão o status social do clã, a divisão de trabalho entre seus membros e o relacionamento do “Ce” com a família real Shang.

Segundo Kong, os achados em Anyang estão relativamente bem preservados, o que vai ajudar nas futuras análises e estudos sobre todo o sítio arqueológico de Shaojiapeng. *Sputnik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: