O êxodo de venezuelanos parece estar longe de parar, segundo estatísticas da União Europeia, migrantes dessa nacionalidade lideram as listas de pedidos de asilo na comunidade.

Os pedidos de venezuelanos são seguidos pelos de cidadãos peruanos e colombianos. Os números colocam a Espanha como o principal destino para quem chega à Europa desses três países latino-americanos.

Em território espanhol, acumulam-se 89% das petições apresentadas por venezuelanos, 85% por colombianos e 62% por peruanos.

A agência identifica também um aumento dos pedidos, onde a Venezuela lidera a lista, com cerca de 6.500 pedidos, a Colômbia, com 6.100, e o Peru, com 2.200, acumulando 16% do total de pedidos de asilo em território europeu.

Durante o mês de março deste ano, os 27 países da UE, Noruega e Suíça receberam cerca de 92.000 pedidos de asilo no total, sendo sírios (10.000), afegãos (9.500) as principais nacionalidades requerentes, principalmente na Alemanha. Entre os países que mais crescem está a Turquia (5.900), cujos dados agora são mais que o dobro do mesmo mês de 2022.

Aguardam atualmente uma resposta cerca de 665 mil requerentes de asilo , mais 32% face a março de 2023, sendo os sírios e os afegãos as principais nacionalidades pendentes, com 86.000 e 71.000 processos pendentes. No caso de colombianos e peruanos, os dados agora são mais que o dobro de um ano atrás.

As respostas favoráveis ​​representaram 36% do total em março, embora no caso dos cidadãos ucranianos se mantenham acima dos 90%. Por outro lado, a garantia para os cidadãos turcos caiu, especificamente de 43 para 28% nos últimos doze meses. *NTN24

Publicidade