Japão planeja construir 2 ‘maiores navios de guerra de superfície na Ásia’ ante tensões com China

© AP Photo / Arthur Rosen, especialista em comunicação de massa de 2ª classe / Marinha dos EUA / Handout

O Ministério da Defesa do Japão sugere construção de dois navios de defesa de mísseis balísticos que serão uns dos maiores navios de guerra japoneses desde a Segunda Guerra Mundial, informam autoridades do governo.

O Japão está se preparando para construir dois dos maiores navios de guerra de superfície na Ásia. Os dois destróieres deverão proteger o país nipônico de mísseis balísticos da Coreia do Norte e da China, mísseis que podem ser armados com ogivas químicas ou mesmo nucleares, escreve Popular Mechanics.

De acordo com o portal USNI, estes destróieres serão especialmente construídos para embarcar o sistema de combate Aegis, radar e mísseis interceptores SM-3. Cada navio terá um deslocamento aproximado de 20.000 toneladas, um comprimento de 210 metros e largura de cerca de 40 metros.

Para ter uma ideia, os maiores navios de combate de superfície da Marinha dos EUA, os destróieres furtivos USS Zumwalt têm deslocamento de 16.000 toneladas, 185 metros de comprimento, e 24 metros de largura.

Atualmente, o maior navio de guerra de superfície do mundo é Pyotr Veliky que faz parte da Frota do Norte da Rússia, tem 252 metros de comprimento e uma largura de 28,6 metros.

Estes dois destróieres terão dimensões tão atipicamente grandes por várias razões.

Em primeiro lugar, eles provavelmente serão equipados com radar de defesa antiaérea e de mísseis (AMDR), em segundo lugar, os navios devem transportar uma quantidade relativamente grande de mísseis interceptadores SM-3 BlockIIA para fornecer defesa. E em terceiro, os dois navios passarão períodos longos no mar, com os radares constantemente ativos a fim de detectar ameaças. Os navios precisão de grandes reservatórios de combustível para propulsão, sistemas de combate e de radar.

De acordo como portal, a entidade militar japonesa prevê que o primeiro navio seja comissionado em 2027, e o segundo em 2028. *Sputnik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: