ONU: Número de refugiados fugindo da Venezuela é similar ao da guerra na Ucrânia

Mais de 6 milhões de venezuelanos fugiram de seu país em meio à deterioração das condições, igualando a Ucrânia no número de pessoas deslocadas e superando a Síria, segundo as Nações Unidas.

A crise de refugiados na Venezuela é impressionante porque não há uma guerra no país como a Ucrânia, onde o conflito em curso expulsou as pessoas do país.

Existem cerca de 6,8 milhões de refugiados e migrantes venezuelanos espalhados pelo mundo, de acordo com a agência de refugiados das Nações Unidas – semelhante aos 6,8 milhões de refugiados da Ucrânia. Há cerca de 6,6 milhões de refugiados da Síria

“As Nações Unidas confirmaram que o número de venezuelanos deslocados atingiu 6,8 milhões de pessoas – empatando com a Ucrânia na maior crise de refugiados e migrantes do mundo e superando a Síria pela primeira vez”, disse a advogada sênior internacional da Refugees International para a América Latina Rachel Schmidtke em uma declaração.

Mas “embora o número de venezuelanos e ucranianos forçados a deixar suas casas seja praticamente o mesmo, a resposta internacional não é”, acrescentou Schmidtke.

“Este ano, os doadores financiaram apenas 13% do plano de resposta humanitária para os venezuelanos – enquanto o plano de resposta da Ucrânia recebeu quase cinco vezes mais apoio”, disse ela.

A deterioração das condições econômicas, a escassez de alimentos e o acesso limitado aos cuidados de saúde estão cada vez mais levando os venezuelanos a sair, e uma crescente comunidade venezuelana nos Estados Unidos também é um atrativo, disse Doris Meissner, que dirige o trabalho de política de imigração dos EUA no Instituto de Política de Migração em Washington.

Em julho, a Patrulha de Fronteira dos EUA prendeu 17.603 migrantes venezuelanos na fronteira EUA-México, marcando um aumento em relação a junho, de acordo com os últimos dados disponíveis da agência. Os venezuelanos também estão chegando a Washington DC e Nova York em ônibus contratados pelo estado do Texas. Frequentemente procuram asilo político.

As autoridades podem devolver os migrantes sob uma regra de pandemia da era Trump conhecida como Título 42, mas isso não se aplica a todos. A autoridade de saúde pública permite que as autoridades de fronteira expulsem rapidamente os migrantes para o México, mas há limites para as nacionalidades que podem ser devolvidas.

Isso, juntamente com as relações gélidas com países como a Venezuela, impede que os EUA removam certas pessoas, o que significa que elas podem ser libertadas enquanto passam por processos de imigração.

O fluxo de pessoas para o norte representa um desafio para o presidente dos EUA, Joe Biden, tornando-se uma questão importante discutida entre ele e o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador.

Funcionários do governo vêm monitorando o aumento do movimento de migrantes na região há meses. Muitos migrantes que viajam para o norte trabalhavam em empregos informais antes da pandemia de Covid-19 e eram especialmente vulneráveis ao risco da pobreza extrema à medida que as economias se apertavam, enquanto outros fugiam da violência e da instabilidade política.

Os migrantes muitas vezes passam por uma selva perigosa, conhecida como Darien Gap, que atravessa as fronteiras do Panamá e da Colômbia, em sua jornada para os EUA.

Uma família venezuelana que conversou com a CNN depois de chegar a Washington na quarta-feira (31) chamou a viagem pelo Darién Gap de traiçoeira, mas disse que eles fugiram para os Estados Unidos em busca de segurança e trabalho. *CNN Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: