Afeganistão: Talibã proíbe manifestação de mulheres

AFP – WAKIL KOHSAR

No Afeganistão, os Talibã dispersaram, com recurso a tiros, uma manifestação de cerca de 40 mulheres, que teve lugar este sábado, em frente ao Ministério da Educação, em Cabul, capital do país.

Os Talibã dispersaram, com recurso a tiros, uma manifestação de cerca de 40 mulheres, que teve lugar este sábado, em frente ao Ministério da Educação, em Cabul, capital do país.

Lutar pelo direito à educação e ao trabalho. Estes foram os dois motivos que levaram as mulheres afegãs a sair às ruas.

No entanto, cinco minutos após o início dos protestos, o grupo jihadista colocou fim ao ajuntamento. As mulheres procuraram abrigo atrás de carros ou em lojas esperando que os tiros parassem, algumas afirmaram estarem prontas para morrer pela liberdade.

“Justiça, justiça, não queremos ignorância no nosso país. “Estaremos sempre unidos. “Nós, mulheres, acordamos. Queremos ser livres”.

Durante a manifestação, vários jornalistas locais e estrangeiros foram detidos por algumas horas, alguns foram espancados pelos Talibã.

A tomada do poder pelos talibãs, em 15 de agosto de 2021, representou o regresso ao Afeganistão da interpretação mais severa da lei islâmica ou ‘sharia’, que retirou por completo às mulheres afegãs os direitos que tinham conquistado nos últimos anos. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: