Agência Internacional de Energia Atómica qualifica a situação em Zaporija como “grave”

Soldados russos patrulham a central nuclear de Zaporija, na Ucrânia. AFP via Getty Images – ANDREY BORODULIN

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Grossi, disse esta noite ao Conselho de Segurança da ONU, em Nova Iorque, que as atuais manobras militares junto à central nuclear de Zaporija, na Ucrânia, podem ter “sérias consequências”, com Moscou e Kiev a acusarem-se mutuamente dos ataques que têm fustigado esta estrutura nos últimos dias.

Rafael Grossi alertou que a situação na maior central nuclear da Europa é “grave” e pode ter sérias consequências. O director-geral da Agência Internacional de Energia Atómica pediu ainda perante o Conselho de Segurança que se reuniu nesta noite em Nova Iorque que uma missão da agência que dirige tenha acesso “o quanto antes” ao local de modo a avaliar as condições de segurança.

Apesar de todos os membros do Conselho de Segurança terem apoiado esta missão, não há, por enquanto acordo, para a intervenção da Agência Internacional de Energia Atómica. Os Estados Unidos defenderam a criação de uma zona desmilitarizada à volta da central nuclear.

Nos últimos dias, Zaporija foi fustigada com pelo menos cinco ataques relatados tanto por Moscovo como por Kiev, com os dois lados a culparem-se mutuamente pelos ataques nesta região. Zaporija tem seis reatores nucleares, gera quase metade da energia da Ucrânia e está entre as 10 maiores centrais nucleares do Mundo.

Do seu lado, o Presidente Volodymyr Zelensky disse que a Ucrânia e o Mundo estão a sofrer uma “chantagem nuclear russa”. Segundo as autoridades ucranianas, os combates continuam a apenas 100 quilómetros de Zaporija, havendo relatos de mortos e feridos devido aos bombardeamentos russos. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: