Chanceler brasileiro participa de reunião bilateral na Colômbia

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos França, reuniu-se no sábado (6), em Bogotá, capital da Colômbia, como seu homólogo no país, o chanceler designado Álvaro Leyva Durán. De acordo com o Palácio do Itamaraty, ambos conversaram sobre os principais temas da agenda bilateral e assuntos relativos ao quadro regional e mundial.

“O chanceler [Carlos França] enfatizou a importância das relações entre os dois países e a expectativa de aprofundar ainda mais a integração econômica, aproximação empresarial, cooperação em energia verde, meio ambiente, segurança e defesa.

O ministro propôs, durante o encontro, a criação do Conselho Empresarial Brasil – Colômbia. Também defendeu o reforço da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA)”, informou o Itamaraty, em postagem nas redes sociais.

Na reunião, Carlos França apresentou a candidatura do professor Leonardo Caldeira Brant ao cargo de juiz da Corte Internacional de Justiça, na vaga decorrente do falecimento do professor Antônio Cançado Trindade.

Além de se reunir com o chanceler colombiano, o ministro Carlos França também se encontrou com especialistas de Brasil e Colômbia na área de segurança e defesa, duas das agendas mais importantes entre os dois países.

O Palácio do Itamaraty ainda defendeu o Acordo de Paz celebrado pela Colômbia com as guerrilhas rurais do país. “O Brasil apoia a implementação do Acordo de Paz celebrado em 2016 na Colômbia. Desde 2006, militares brasileiros têm contribuído para a destruição de minas terrestres no país vizinho e participaram diretamente da certificação de mais de 8 mil desminadores”, publicou a pasta.

Neste domingo (7), o chanceler brasileiro participa da posse do novo presidente colombiano, Gustavo Petro, o primeiro governante de esquerda eleito para comandar o país vizinho. Designado pelo presidente Jair Bolsonaro, o ministro Carlos França será o principal representante do governo do Brasil no evento. 

Parceria

Brasil e Colômbia compartilham mais de 1,6 mil quilômetros de fronteira na Floresta Amazônica. O país vizinho possui mais de 50,8 milhões de habitantes e é a terceira maior economia da América do Sul, atrás de Brasil e Argentina.

Segundo o Itamaraty, Brasil e Colômbia são parceiros relevantes em temas como comércio, investimentos, cooperação amazônica, saúde, energia, segurança e defesa. A Colômbia é um dos maiores parceiros comerciais do Brasil na América Latina e está entre os principais destinos de investimentos de empresas brasileiras. 

A corrente de comércio (importações + exportações) entre os dois países teve seu melhor desempenho histórico em 2021, chegando a US$ 5,36 bilhões. Nos primeiros seis meses de 2022, o fluxo bilateral atingiu US$ 3,28 bilhões, com crescimento de 35,6% em relação ao mesmo período de 2021. *Agência Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: