Ucrânia: ONU admite que ajuda humanitária não chega a zonas sob controle russo

Via REUTERS – OLEKSANDR KUBRAKOV/ UKRAINE MINI

A Ucrânia pretende escoar, se possível diariamente, cereais dos seus portos para o estrangeiro, após a partida inédita nesta segunda-feira (1) de um primeiro cargo de Odessa rumo ao Líbano, com passagem pela Turquia.

Uma situação que poderia aliviar a crise alimentar de países asiáticos ou africanos, caso do Quênia, da Somália e da Etiópia. A ONU admite que a ajuda humanitária ainda não está a chegar às zonas sob controlo russo.

O barco Razoni, com bandeira da Serra Leoa, foi o primeiro, desde o início da guerra a 24 de Fevereiro, a poder deixar a Ucrânia com um carregamento de cerais.

A embarcação deve chegar na noite de terça para quarta-feira a Istambul, na Turquia, para uma vistoria, antes de prosseguir viagem rumo ao Líbano.

O cargueiro transporta 26 000 toneladas de milho.

De acordo com o chefe da diplomacia ucraniana, Dmytro Kuleba, citado pela agência AFP, outros 16 barcos carregados com cereais esperam pela sua vez para deixar Odessa, uma cidade portuária chave que, antes da guerra, concentrava 60% da actividade marítima do país.

Um acordo assinado em Istambul a 22 de Julho entre a Rússia e a Ucrânia, sob mediação turca, permitiu retomar as exportações ucranianas, da qual muitos sectores no Médio Oriente ou em África estão dependentes sob supervisão internacional.

Para o efeito uma vistoria é indispensável na Turquia.

Saviano Abreu é porta-voz do gabinete humanitário das Nações Unidas, ele admite à agência Lusa que, ainda assim, são muitas as questões de segurança que se colocam devido à guerra despoletada pela Rússia na Ucrânia e que a ajuda humanitária continua a não chegar às áreas ocupadas pela Rússia na Ucrânia. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: