Rússia bombardeia porto de Odessa um dia após acordo com a Ucrânia]

Foram necessárias apenas 24 horas para a Rússia voltar a bombardear o Porto de Odessa, após assinar um acordo com a Ucrânia, em Istambul, para desbloquear as exportações de cereais ucranianos. O acontecimento já provocou a reação de diversas autoridades. 

Segundo os relatos das autoridades ucranianas, o exército russo disparou quatro mísseis de cruzeiro (Kalibr) contra o porto comercial de Odessa, e acrescentaram ainda que dois mísseis foram interceptados, mas os outros dois atingiram as infra-estruturas.

O Governo ucraniano acusou a Rússia de “cuspir na cara” da ONU e da Turquia, e diz que a Rússia deve assumir “toda a responsabilidade” se o acordo alcançado na sexta-feira, em Istambul, for quebrado.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, “condenou inequivocamente” o ataque, e salientou que o cumprimento das obrigações estipuladas pelo acordo é obrigatório.

O chefe da diplomacia europeia (UE), Josep Borrell, também condenou o bombardeamento. Numa publicação no Twitter, o mandatário europeu enfatizou que esta acção demonstra o “desrespeito da Rússia pelo direito internacional”.

Entretanto, o ministro da Defesa turco veio a público anunciar que a Rússia garantiu não estar envolvida no ataque.

O acordo que foi celebrado pela Comunidade Internacional como um farol de alívio no mar Negro, estipulava a passagem segura de navios através de corredores. A Rússia concordou em não os atacar.

Outro destaque é o estabelecimento de um centro de controle em Istambul, composto por representantes da ONU, da Turquia, da Rússia e da Ucrânia, para administrar e coordenar o processo.

Os navios com cereais devem ainda passar por inspeções, para garantir que não levam armas para entregar a Kiev. Porém, o ministro ucraniano rejeitou que os russos escoltem navios ucranianos, e também a presença de representantes de Moscou nos portos da Ucrânia. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: