Sri Lanka: Parlamento elege novo Presidente

AP – Eranga Jayawardena

O Parlamento do Sri Lanka aceitou nesta sexta-feira (15) a demissão do Presidente, Gotabaya Rajapaksa, e vai eleger o seu sucessor no próximo dia 20 de Julho. Em Colombo, os manifestantes festejaram a notícia e reclamaram a demissão do primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe que assumiu interinamente a presidência do país.

A demissão de Gotabaya Rajapaksa, anunciada pelo presidente do Parlamento, Mahinda Yapa Abeywardana, foi festejada nas ruas da capital cingalesa, porém os manifestantes exigem agora a demissão do primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe que assumiu interinamente a presidência do país.

Ranil Wickremesinghe vai assegurar os destinos do país até que o Parlamento eleja, no próximo dia 20 de Julho, um novo Presidente. As candidaturas serão recebidas até ao dia 19 e no dia a seguinte os deputados fazem a sua escolha.

O Presidente do Sri Lanka fugiu do país na quarta-feira, quando se intensificaram os protestos que exigiam a demissão por causa de uma crise econômica.

Os manifestantes, que tinham ocupado os edifícios governamentais, anunciaram ontem o fim da ocupação, mas prometeram continuar os protestos.

A oposição política e os manifestantes acusam Gotabaya Rajapaksa de desvio de fundos públicos durante vários anos e responsabilizam as medidas impostas pelo chefe de Estado de provocarem o colapso econômico do país.

A família do Presidente negou as alegações de corrupção, contudo Rajapaksa reconheceu que algumas das políticas contribuíram para a crise na qual está mergulhado o país.

O Sri Lanka, que até aqui tinha um nível de vida invejado por países vizinhos, como a Índia, teve uma queda dramática do turismo devido a um ataque jihadista em 2019, seguindo-se a pandemia de cocid-19 que afastou ainda mais a entrada de estrangeiros. Em Abril de 2022, o país não conseguiu pagar os juros da sua dívida externa, que é de mais de 51 mil milhões de dólares.

Com a inflação a mais de 50%, os habitantes do Sri Lanka têm dificuldades em abastecer os seus veículos, constantes cortes de eletricidade e falta de alimentos. Muitos analistas apontam o dedo destas dificuldades financeiras também à má gestão do país que há mais de 20 anos é liderado pelo clã dos irmãos Rajapaksa, com Gotabaya a ter sucedido ao irmão Mahinda em 2019. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: