O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, renunciou ao cargo

A decisão dos senadores do Movimento 5 Estrelas, da coalizão governista na Itália, de retirar seu apoio ao primeiro-ministro Mario Draghi durante um voto de confiança, abriu uma crise política na quinta-feira que levou à renúncia do presidente.

Por sua vez, Mariolina Castellone, representante dos senadores do M5E, especificou:

“Temos que responder à crescente agitação social de forma clara e decisiva. Não somos nós que somos irresponsáveis, são aqueles que não respondem ao país.”

A queda do governo se traduz em eleições antecipadas. Ao mesmo tempo, os economistas afirmam que os próximos meses “serão complicados devido ao aumento da inflação e às reformas pendentes necessárias ao plano de recuperação financiado pela União Europeia”. na Ucrânia Central

Da mesma forma, diferentes meios de comunicação locais apontam que a decisão de Draghi foi tomada depois que a Bolsa de Milão caiu 3% nesta quinta-feira em meio ao nervosismo nos mercados devido às tensões políticas na Itália.

Draghi serviu como presidente do Conselho de Ministros italiano no 67º gabinete da República Italiana. Ele também foi presidente do Banco Central Europeu de 2011 a 2019. *NTN24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: