África em destaque Museu de Arte Moderna de Saint-Étienne

Songs of the Pick de Gerard Sekoto, artista sul-africano. © Bob Cnoops

Abre este sábado ao público a exposição “Globalisto, uma filosofia em Movimento”. Com África em destaque, a exposição tem a curadoria do sul-africano Mo Laudi e conta obras de dezanove artistas entre eles a moçambicana Euridice Zaituna Kala.

Como recontar e misturar a negritude? Como ver o mundo de um ponto de vista panafricano para destruir estereótipos e criar uma visão alternativa? Como podemos caminhar em direcção à transformação, inclusão e gratidão?

Foram algumas questões de partidas para esta exposição colectiva, cujo curador teve “carta branca” por parte do Museu de Arte Moderna e Contemporânea de Saint-Étienne Metrópole.

“Globalisto, uma filosofia em Movimento” é uma chamada radical à hospitalidade, uma ideia de um mundo sem fronteiras. O multidisciplinar Mo Laudi convidou artistas de diferentes gerações que inventam novos mundos, questionam o status quo, criticam o sistema de poder, a biopolítica e a exploração multidimensional dos recursos. São activistas, filósofos, actores da mudança, contadores de histórias e poetas que ligam África e as suas diásporas.

A participar nesta exposição estão: Jamika Ajalon, Sammy Baloji, Raphaël Barontini, Marie Aimée Fattouche, Sam Gilliam, Porky Hefer, Lubaina Himid, Arthur Jafa, Euridice Zaituna Kala, Samson Kambalu, Moshekwa Langa, Elsa M’Bala, Myriam Mihindou, Wilfried Nakeu, Otobong Nkanga, Josèfa Ntjam, Sara Sadik, Dread Scott et Gerard Sekoto.

“Globalisto, uma filosofia em Movimento” abre com um proverbio africano, relatado pelo escritor nigerino Chinua Achebe “Enquanto os leões não tiverem os seus próprios historiadores, a história da caça vai sempre vangloriar o caçador”, dando o mote para o trabalho liderado por Mo Laudi inspirado no ‘transnacionalismo’ pós-apartheid e nos princípios do Botho, baseado na cultura sul-africana do respeito.

A exposição “Globalisto, uma filosofia em Movimento” abre este sábado ao público e fica patente no Museu de Arte Moderna e Contemporânea de Saint-Étienne Metrópole até ao dia 16 de Outubro. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: