Um milhão e quatrocentos mil moçambicanos em situação de insegurança alimentar

Mais de um milhão e quatrocentas mil pessoas enfrentam a insegurança alimentar em Moçambique. © ONU

Mais de um milhão e quatrocentas mil pessoas enfrentam a insegurança alimentar em Moçambique.

Fatores combinados como o terrorismo e os desastres naturais são apontados como as causas desta situação que leva o governo a preparar a realização de um estudo para avaliar as reais necessidades para assistir as vítimas da fome. 

Apesar de Moçambique ter registado na última década uma redução nos níveis de insegurança alimentar de 43% para 38%, desafios persistem, pois, há muitas mulheres grávidas e crianças que passam fome, segundo a secretária executiva do secretariado técnico de segurança alimentar e nutricional Leonor Neves.

“Estamos a preparar um estudo com o apoio do PAM e da UNICEF para avaliar a segurança alimentar pós-colheitas e saber quantas famílias têm alimentos, agora que estamos a terminar a colheita, para sabermos quantas famílias precisamos de dar o apoio”, diz a responsável governamental.

Leonor Neves avança ainda que são dois os factores principais que deixam milhares de agregados familiares em situação de insegurança alimentar. “Temos estado com grandes desafios porque, momentos pós momentos, têm estado a crescer as mudanças climáticas e os seus efeitos, não só como também, a questão do terrorismo”, refere a ministra.  *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: