Em 3º pedido, Defesa solicita a Fachin novo encontro entre técnicos do TSE e das Forças Armadas

Pasta da Defesa envia ofício para o presidente do TSE requisitando nova reunião entre o órgão e as Forças Armadas. No total, esse é o terceiro pedido feito pelo ministério impulsionado pelas dúvidas do Executivo sobre o sistema eleitoral brasileiro.

Na quarta-feira (15), o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, solicitou ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, a realização de um encontro entre as equipes técnicas da Corte e das Forças Armadas, segundo o Valor Econômico.

O objetivo da reunião, segundo Nogueira, é “dirimir divergências técnicas surgidas nos trabalhos da Comissão de Transparência das Eleições [CTE]” e “discutir as propostas apresentadas pelas Forças Armadas” para o aprimoramento do sistema eleitoral.

Essa é a terceira vez que a pasta solicita uma comunicação entre as forças e o tribunal. O impulso para promoção do encontro surgiu pelo contexto de questionamentos apresentados pelo presidente, Jair Bolsonaro (PL), sobre uma suposta vulnerabilidade das urnas eletrônicas, já refutada pela equipe técnica do TSE.

De acordo com a mídia, as dúvidas colocadas por Bolsonaro levaram o tribunal a criar a CTEconvidando diversos atores da sociedade civil para participar, entre eles as Forças Armadas. Entretanto, o movimento acabou sendo visto por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do TSE como um “tiro no pé” dado por Fachin, uma vez que, na visão de muitos, as Forças Armadas têm servido para ampliar as queixas do mandatário, tumultuando ainda mais o ambiente eleitoral. *Sputnik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: