Após a condenação da ex-presidente Añez, a oposição boliviana convocou manifestações massivas

Oposição na Bolívia / Foto AFP

A oposição boliviana anunciou neste sábado (11) mobilizações contra a sentença da ex-presidente interina da Bolívia Jeanine Añez, condenada nesta sexta-feira a 10 anos de prisão por assumir irregularmente o comando após a renúncia de Evo Morales.

Um tribunal de La Paz considerou Áñez culpado na noite de sexta-feira pelos crimes de violação de deveres e resoluções contrárias à Constituição.

O ex-presidente Morales (2006-2019), por sua vez, disse no Twitter que “10 anos de prisão é uma pena benigna em relação aos danos que causaram à democracia”.

A família de Áñez chamou o ex-presidente Morales de “covarde” e anunciou que recorrerá da decisão.

“É uma sentença política. Nada vai mudar porque minha mãe vai continuar presa política”, lamentou Carolina Ribera, filha da ex-presidente.

Áñez, que completará 55 anos na segunda-feira, cumprirá sua pena na penitenciária feminina de La Paz, onde está em prisão preventiva há 15 meses. Além disso, terá que pagar uma quantia ainda não especificada de danos ao Estado.

Em seu argumento final, Añez declarou sua inocência, apontando que o Tribunal “excluiu” provas que descartavam a derrubada de Morales em 2019 e anunciou que ela iria à justiça internacional. *NTN24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: