Ucrânia: Jornalista francês morre em Lugansk

Ucrânia: Jornalista francês morre em Lugansk

Um jornalista francês morreu esta segunda-feira, 30 de Maio, perto da cidade de Severodonetsk, em Lugansk, na Ucrânia, depois de o veículo onde seguia ter sido bombardeado pelas tropas russas.

Um jornalista francês morreu esta segunda-feira perto da cidade de Severodonetsk, em Lugansk, na Ucrânia. Frédéric Leclerc-Imhoff ficou ferido no pescoço, ao ser atingido por estilhaços, acabando por não resistir aos ferimentos, avançaram as autoridades da região de Lugansk. 

O jornalista francês estava acompanhado pelo colega e editor Maxime Brandstaetter igualmente ferido, mas que acabou por ser evacuado para o Dnipro, no leste do país.

De acordo com o jornal “Le Parisien”, os dois jornalistas seguiam num veículo que ia acompanhar a retirada de civis da região quando foi bombardeado pelas forças russas. 

O chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, utilizou o Twitter para anunciar a morte do jornalista francês que cobria o conflito na Ucrânia para o canal de televisão privado francês BFM TV. “ O jornalista Frédéric Leclerc-Imhoff estava na Ucrânia para mostrar a realidade da guerra. Foi morto quando seguia num veículo que acompanhava a retirada de civis que fogem das bombas russas”, escreveu o Presidente francês.

Nas últimas semanas, os combates intensificaram-se em Lugansk, na região de Donbass, que é disputada desde 2014 por soldados ucranianos e separatistas pró-Rússia.

Os russos lançaram uma grande ofensiva há alguns dias com o objetivo de cercar a cidade de Severodonetsk, o último reduto ucraniano na região e onde se encontram centenas de civis. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: