Putin defende que ajuda militar ocidental à Ucrânia agrava crise

O presidente russo, Vladimir Putin, alertou que a oferta adicional de ajuda militar à Ucrânia viria a desestabilizar ainda mais a situação e agravar a crise humanitária.

Ele conversou por telefone com o presidente francês, Emmanuel Macron, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, no sábado.

Segundo o Kremlin, Putin teria alertado sobre o perigo do que ele descreveu como encher a Ucrânia de armas ocidentais.

Macron e Scholz, por outro lado, pediram a Putin para interromper o bloqueio dos portos ucranianos no Mar Negro. O presidente russo teria dito que Moscou está pronto para ajudar a encontrar opções para a exportações de grãos, inclusive da produção ucraniana através dos portos no Mar Negro.

Putin insistiu que as sanções contra a Rússia devem ser suspensas para prevenir uma crise global de alimentos.

Enquanto isso, forças russas tentam ocupar Severodonetsk, considerada a última base ucraniana na região de Luhansk.

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou no sábado ter total controle de Lyman, um ponto de conexão ferroviário estratégico em Donetsk, região vizinha a Luhansk.

Lyman e Severodonetsk estão a 40 quilômetros de distância uma da outra. A pasta da Defesa do governo britânico afirma que forças russas poderiam usar Lyman como base para avançar sobre Severodonetsk. *NHK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: