Stoltenberg: 100 mil soldados dos EUA estão na Europa em ‘alerta maior’

Segundo chefe da Aliança Atlântica, Exército ucraniano está “muito mais forte” desde que a OTAN chegou ao país para treinar militares em 2014, e a robusta presença de soldados estadunidenses em território europeu envia mensagem a Moscou.

De acordo com o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, neste momento, há 100 mil soldados dos EUA na Europa.

Falando a repórteres na quinta-feira (17), o líder da aliança afirmou que os militares permanecem em “alerta maior“, descrevendo tal posicionamento como uma “resposta imediata da OTAN, a qual envia uma mensagem clara a Moscou de que um ataque a um aliado desencadeará uma ação de toda a aliança”.

“A dissuasão da defesa não é provocar um conflito, mas prevenir um conflito. É preservar a paz”, disse Stoltenberg, acrescentando que a OTAN aumentou o apoio à Ucrânia ao entregar armas letais, além de combustível e munição “críticos para a força ucraniana” para se mobilizar contra o que secretário-geral descreveu como “as forças invasoras russas”.

Ainda segundo o chefe da Aliança Atlântica, os militares ucranianos, atualmente, estão “muito mais fortes” do que em 2014, quando os instrutores da OTAN começaram a chegar à Ucrânia para treinar tropas locais.

“[O] apoio que temos dado a eles por muitos anos provou ser extremamente importante”, afirmou prometendo continuar a fornecer armas a Kiev.

Soldados do Batalhão de Suporte de Sustentação da 87ª Divisão do Exército dos EUA, Brigada de Sustentação da 3ª Divisão, caminham para um avião fretado para seguir à Europa, 11 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.03.2022

Soldados do Batalhão de Suporte de Sustentação da 87ª Divisão do Exército dos EUA, Brigada de Sustentação da 3ª Divisão, caminham para um avião fretado para seguir à Europa, 11 de março de 2022. © AP Photo / Stephen B. Morton

No entanto, mesmo com o envio de tropas, na quarta-feira (16), a aliança informou que continuará fora do espaço aéreo e do território da Ucrânia, conforme noticiado.

O Ministério da Defesa da Rússia revelou que a aviação russa atingiu 29 alvos em território ucraniano, enquanto militares derrubaram dois helicópteros ucranianos e 12 drones, na quinta-feira (17). Ao mesmo tempo, as tropas russas avançaram mais dez quilômetros em Donbass, disse a pasta. *Sputnik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: