Tribunal do Reino Unido proíbe casamento entre pessoas do mesmo sexo nas Ilhas Cayman e Bermudas

Ativistas que apoiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo nas Ilhas Cayman e Bermudas receberam um duro golpe na segunda-feira após uma decisão de um importante tribunal de apelações de Londres.

O Conselho Privado do Reino Unido, que serve como o tribunal final de apelações para várias ilhas do Caribe, ficou do lado do governo das Bermudas, que lutou contra a decisão da Suprema Corte local de permitir o casamento gay.

O Conselho Privado também decidiu que os gays não têm o direito de se casar nas Ilhas Cayman com base em sua Constituição.

Ativistas caribenhos esperavam uma decisão favorável para ajudar a influenciar a opinião pública em uma região amplamente conservadora, onde as leis anti-sodomia coloniais permanecem nos livros e o casamento entre pessoas do mesmo sexo raramente é considerado um direito.

“Levamos algum tempo para chegar aqui… Tivemos que pular alguns obstáculos. Definitivamente funcionaria como um farol de esperança para toda a região”, disse Billie Bryan, fundadora e presidente da Colors Cayman, um grupo de defesa sem fins lucrativos para a comunidade LGBTQ.

Um dos cinco juízes no caso das Bermudas discordou. Em seu julgamento, o Conselho Privado reconheceu que o pano de fundo histórico do casamento é “um da estigmatização, difamação e vitimização dos gays, e que a restrição do casamento a casais do sexo oposto pode criar entre os gays um sentimento de exclusão e estigma .” *Israel Hayom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: