Rússia reprime protestos contra a guerra na Ucrânia

Rússia reprime protestos contra a guerra na Ucrânia

Só neste domingo na Rússia foram detidos pelo menos 5 000 pessoas por se terem manifestado contra a intervenção militar na Ucrânia. Numa altura em que a Rússia acaba de legislar reprimindo informações veiculadas em torno da guerra russa no país vizinho.

Nunca se atingiu um número tão alto, na Rússia, num único dia !

Em 69 cidades russas pelo menos 5 000 pessoas acabaram por ser detidas, segundo a ONG OVD Info.

Em Moscou foram cerca de 2 300 pessoas a ser interpeladas, 1 253 em São Petersburgo, a segunda cidade russa.

Pelo menos 320 dentre elas teriam passado a noite na esquadra, segundo esta mesma fonte.

Esta vaga tem uma dimensão ainda maior do que a dos protestos no início de 2021 contra a prisão do opositor Alexei Navalny.

Este, a partir da cadeia, apelou a que os russos fossem à praça principal da sua cidade para reclamar a paz na Ucrânia.

Vários militantes publicaram vídeos dando conta da brutalidade das detenções, com pontapés e golpes de matracas.

Por outro lado para dissuadir quaisquer críticas as autoridades adotaram na sexta-feira uma lei reprimindo o que designam de “informações mentirosas” sobre as atividades do exército russo na Ucrânia. As penas podem atingir 15 anos de prisão. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: