Memorial do Holocausto Babi Yar danificado em bombardeio russo

Memorial do Holocausto Babi Yar danificado em bombardeio russo

O mais recente ataque da Rússia a Kiev atingiu um grande memorial do Holocausto enquanto alvejava uma torre de transmissão de televisão, disse o conselho do site nesta terça-feira. 

O memorial de Babi Yar está em uma vala comum de 34.000 judeus, assassinados em 1941, quando a cidade foi ocupada pelos nazistas. 

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenksy foi ao Twitter para condenar o ataque.

“Para o mundo: qual é o sentido de dizer ‘nunca mais’ por 80 anos, se o mundo fica em silêncio quando uma bomba cai no mesmo local de Babyn Yar?” escreveu Zelenski. “Pelo menos 5 mortos. História se repetindo.”

Natan Sharansky, presidente do Centro Memorial do Holocausto Babi Yar e ex-chefe da Agência Judaica, disse em um comunicado: “(O presidente russo Vladimir) Putin procurando distorcer e manipular o Holocausto para justificar uma invasão ilegal de um país democrático soberano é absolutamente abominável. É simbólico que ele comece a atacar Kiev bombardeando o local do Babi Yar, o maior dos massacres nazistas”, referindo-se a comentários de Putin de que a invasão da Ucrânia foi, em parte, para “desnazificar” o país, conforme publicado por The Times of Israel.

“Nós, do Centro Memorial do Holocausto Babi Yar, construído na maior vala comum do Holocausto da Europa, trabalhamos para preservar a memória histórica após décadas de supressão soviética da verdade histórica, para que os males do passado nunca se repitam. Não devemos permitir que a verdade – mais uma vez – se torne vítima da guerra”, concluiu Natan. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: