Guiné-Bissau:  Presidente exonerou chefe e vice-chefe do Exército

Guiné-Bissau:  Presidente exonerou chefe e vice-chefe do Exército

O Presidente da Guiné-Bissau exonerou, esta sexta-feira, o chefe da Armada e o vice-chefe do Exército. Estas são as primeiras alterações registadas nas chefias militares do país após o ataque ao Palácio do Governo de 1 de Fevereiro.

No decreto divulgado à comunicação social, esta sexta-feira, pode ler-se que “o contra-almirante Carlos Alfredo Mandunghal [foi] exonerado do cargo de chefe de Estado-Maior da Armada”. Para o cargo foi nomeado o capitão-de-mar-e-guerra Hélder Nhanque.

O Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, exonerou também o brigadeiro general Sumbonhe Na N’Tchongo do cargo de vice-chefe de Estado-Maior do Exército, nomeando para o cargo o coronel Baute Yamta Na Mam. O coronel Baute Yamta Na Mam é o comandante dos Comandos, a força especial que resgatou o Presidente guineense do Palácio do Governo no ataque de 1 de Fevereiro.

Nesse dia, homens armados atacaram o Palácio do Governo, onde decorria um Conselho de Ministros, com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro.

O chefe de Estado guineense considerou tratar-se de uma tentativa de golpe de Estado e apontou o ex-chefe da Marinha José Américo Bubo Na Tchuto, Tchamy Yala, também ex-oficial, e Papis Djemé como os principais responsáveis.

Os três homens foram presos em Abril de 2013 por agentes da agência antidroga norte-americana a bordo de um barco em águas internacionais na costa da África Ocidental e cumpriram pena de prisão nos Estados Unidos. Agora, estão detidos por alegada tentativa de golpe de Estado. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: