Alex Saab foi colaborador da DEA em 2018 e prometeu se entregar

Alex Saab foi colaborador da DEA em 2018 e prometeu se entregar

O empresário colombiano Alex Saab foi contratado secretamente como colaborador da DEA em 2018 e deu informações sobre os subornos que pagou a funcionários venezuelanos. 

Registros judiciais revelados nesta quarta-feira na Justiça Federal mostram que a suposta figura de Nicolás Maduro foi desativada como fonte após não cumprir o prazo para se entregar às autoridades, data que foi marcada para 30 de maio de 2019.

Dois meses depois, ele foi acusado em um tribunal federal de Miami por casos de corrupção para lavagem de dinheiro. 

Enquanto isso, Saab compareceu nesta quarta-feira em uma audiência onde foi definido que o julgamento contra ele começará em 11 de outubro.

Saab, de 49 anos, foi detido em junho de 2020 durante uma escala em Cabo Verde e extraditado em outubro passado a pedido da justiça norte-americana. 

A promotoria norte-americana estima que Saab e seu parceiro, o colombiano fugitivo Álvaro Pulido, receberam cerca de 350 milhões de dólares obtidos ilegalmente na Venezuela para branqueá-los nos Estados Unidos.

De acordo com a acusação, eles criaram uma rede de suborno por meio de um contrato assinado com o governo venezuelano em novembro de 2011 para construir moradias para pessoas de baixa renda.

Saab, que se declara inocente dos crimes que lhe são imputados, pode pegar até 20 anos de prisão nos EUA. *NTN24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: