Letônia aprova projeto de lei de restituição do Holocausto

Letônia aprova projeto de lei de restituição do Holocausto

O parlamento da Letônia aprovou um projeto de lei de restituição do Holocausto que inclui compensação por propriedades judaicas perdidas e financiamento para revitalizar a comunidade judaica da nação báltica, que pereceu quase completamente nas mãos dos nazistas e seus colaboradores locais durante a Segunda Guerra Mundial.

Na quinta-feira, o parlamento de 100 assentos votou 64-21 para aprovar a Lei de Compensação de Boa Vontade para a Comunidade Judaica Letã.

Arkady Sukharenko, presidente do Conselho Letão das Comunidades Judaicas, elogiou “este passo histórico” dado pelos legisladores.

“Finalizar este processo demonstra que mesmo 77 anos após o fim do Holocausto , nunca é tarde demais para justiça”, disse ele.

Longas negociações envolvendo a Organização Mundial de Restituição Judaica, ou WJRO, representantes judeus letões e autoridades governamentais começaram em 2005. Os Estados Unidos e Israel também estiveram envolvidos nas negociações.

O projeto de lei autoriza o gasto de 40 milhões de euros para financiar escolas judaicas, restauração de edifícios e projetos culturais, além de fornecer assistência social e material aos sobreviventes do Holocausto. 

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, twittou elogios ao “trabalho contínuo da Letônia para preservar a memória do Holocausto e promover a educação sobre este período sombrio da história”. Aprovar o projeto de lei “mostra um verdadeiro compromisso em lidar com o roubo de propriedade da era do Holocausto”, disse o diplomata. *i24News

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: