De Luxemburgo, Duque insiste que Rússia não deve usar assistência militar à Venezuela contra Colômbia

O presidente da Colômbia, Iván Duque, chegou nesta quarta-feira a Luxemburgo para iniciar a sua digressão pela Europa, onde também visitará França, Bélgica e Holanda, procurando consolidar relações estratégicas.

Durante a sua visita desta quarta-feira até 17 de fevereiro, Duque apresentará a política ambiental do país à Comissão Europeia, discursará perante o Conselho da OCDE, intervirá na sessão plenária do Parlamento Europeu e participará na ‘One Ocean Summit’.

Em seu encontro com o primeiro-ministro de Luxemburgo, Duque pediu mais uma vez que a ajuda militar prestada pela Rússia na Venezuela não seja usada contra a Colômbia e garante que seu país não quer estar no meio de uma batalha geopolítica por conta da tensão na Ucrânia. .

Por sua vez, o primeiro-ministro indicou que seu apoio econômico aos migrantes venezuelanos continuará, alertando que o dinheiro “não é para o regime, mas para o povo”.

Duque aproveitou para denunciar mais uma vez que na Venezuela existe uma “ditadura brutal” que está apoiando atividades terroristas dos dissidentes do ELN e das FARC , e que Maduro pode ser considerado o Milosevic da América Latina, que cometeu crimes de guerra.

“A agenda do presidente Duque estará focada em atrair investimentos e facilitar o comércio para contribuir para a reativação econômica pós-pandemia e buscar apoio político e financeiro para enfrentar a crise migratória, aprofundar a política de Paz com Legalidade e consolidar a transição energética e a agenda ambiental”, informou a Casa de Nariño. *NTN24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: