Guiné-Bissau: Comunidade Internacional preocupada com “tentativa de golpe de Estado”

Guiné-Bissau: Comunidade Internacional preocupada com “tentativa de golpe de Estado”

Na Guiné-Bissau, a situação política é instável, após esta manhã terem sido ouvidos vários tiros de bazuca e rajadas de metralhadora, junto do palácio do governo, no momento em que decorria o Conselho de Ministros, na presença do chefe de Estado, Umaro Sissoco Embaló e do Primeiro-Ministro, Nuno Gomes Nabiam. 

A CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental) e as Nações Unidas já vieram condenar a “tentativa de golpe de Estado” na Guiné-Bissau

A Comunidade Internacional está a acompanhar a par e passo o que se está a viver na Guiné-Bissau. A CEDEAO emitiu um comunicado onde condena a “tentativa de golpe de Estado”, exigindo aos militares “que regressam aos seus quartéis e mantenham uma postura republicana”.

António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, apelou ao fim imediato “dos combates violentos” e “ao pleno respeito pelas instituições democráticas do país”.

Para nos ajudar a entender um pouco melhor aquilo que está a acontecer em Bissau, capital do país, a RFI contactou António Seidi, do Madem G15, que nos fez um relato do que presenciou no terreno. *Informações RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: