Hong Kong já prendeu 162 pessoas desde que entrou em vigor a lei de segurança nacional

Hong Kong já prendeu 162 pessoas desde que entrou em vigor a lei de segurança nacional

A polícia de Hong Kong disse que 162 pessoas foram detidas, no total, sob suspeita de violar a lei de segurança nacional do território, desde que a mesma entrou em vigor em junho de 2020.

Durante uma entrevista coletiva concedida na quinta-feira, o comissário de polícia disse que mais de 100 pessoas foram autuadas.

Destas, 47 foram, posteriormente, acusadas de subversão por seu envolvimento nas eleições primárias não oficiais, realizadas antes do pleito no Conselho Legislativo.

Encontram-se também entre os detidos, vários membros sêniores de grupos cívicos que, durante vários anos, organizaram homenagens às vítimas da repressão a manifestantes pró-democracia em 1989 na Praça da Paz Celestial em Pequim.

Seis outros, incluindo o fundador do jornal Apple Daily, Jimmy Lai, foram acusados de ameaçar a segurança nacional através do conluio com forças estrangeiras. O jornal, que era famoso por sua posição crítica em relação a Pequim, foi fechado em junho do ano passado.

O comissário de polícia disse ainda que um serviço criado para receber informações sobre possíveis ofensas à lei de segurança nacional registrou mais de 230.000 delações de membros do público desde sua fundação em novembro de 2020.

O governo de Hong Kong pretende criar uma nova legislação para reprimir ações consideradas hostis contra Pequim.

O comissário da polícia disse que a situação de segurança em Hong Kong deverá se estabilizar, mas ainda exige cautela. *NHK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: