Assange obtém permissão para apelar da decisão de extradição dos EUA

Assange obtém permissão para apelar da decisão de extradição dos EUA

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, recebeu permissão nesta segunda-feira (24) para apelar da decisão de extraditá-lo para os Estados Unidos, onde ele pode enfrentar uma prisão perpétua.

Washington quer levar o australiano de 50 anos a julgamento em conexão com a publicação de 500.000 arquivos militares secretos relacionados às guerras lideradas pelos EUA no Iraque e no Afeganistão .

O Supremo Tribunal de Londres em dezembro revogou a decisão de um tribunal inferior de não mandá-lo para os Estados Unidos, alegando que ele seria um risco de suicídio.

Mas os advogados de Assange contestaram a decisão, argumentando que o mais alto tribunal do país deveria se pronunciar sobre “questões de direito de importância pública geral”.

“O pedido do réu para certificar uma questão de direito é concedido”, disseram os juízes Ian Burnett e Timothy Holroyde em uma decisão por escrito.

Os juízes afirmaram que eles mesmos não estavam concedendo a ele o direito de apelar na Suprema Corte, mas Assange tinha o direito de fazê-lo ele mesmo.

Agora cabe ao STF decidir se aceita o caso. A Suprema Corte geralmente leva cerca de oito semanas para decidir se aceita um recurso. 

“Não se engane, nós vencemos hoje no tribunal”, disse a noiva de Assange, Stella Moris, do lado de fora do tribunal, segundo a Associated Press .

“Vamos lutar contra isso até que Julian esteja livre”, acrescentou.

“Ele não deve enfrentar processos criminais e décadas de prisão por publicar informações verdadeiras de grande importância pública”, disse Barry Pollack, seu advogado nos Estados Unidos, informou a  AP . *Informações i24News

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: