Crise na Ucrânia: Moscou aguarda resposta dos EUA

Os Estados Unidos prometeram uma resposta por escrito “na próxima semana” às exigências russas de retirada da OTAN da Europa Oriental. O secretário de Estado norte-americano garantiu ainda que o diálogo com Moscou vai continuar, sublinhando que os Estados Unidos responderão “a qualquer agressão da Rússia, incluindo as não militares”.

Os Estados Unidos prometeram uma resposta por escrito “na próxima semana” às exigências russas de retirada da Nato da Europa Oriental, referiu o chefe da diplomacia russa no final do encontro que manteve com o homólogo Antony Blinken, em Genebra.

Por sua vez, Antony Blinken exigiu a Serguei Lavrov provas de que a Rússia não tem planos para invadir a Ucrânia, sublinhando que os Estados Unidos responderão “a qualquer agressão da Rússia, incluindo as não militares”.

Os dois responsáveis políticos vão voltar a reunir-se, considerando “prematura” uma nova cimeira entre os Presidentes Vladimir Putin e Joe Biden.

O encontro entre Sergei Lavrov e Antony Blinken, em Genebra, é o último passo de um intenso ballet diplomático que começou com duas conversas entre Vladimir Putin e Joe Biden, no passado mês de Dezembro.

Para Washington, a perspectiva de uma incursão militar russa na Ucrânia é cada vez mais provável porque, há semanas, dezenas de milhares de soldados foram enviados para a fronteira ucraniana.

A Rússia nega qualquer veleidade belicista na Ucrânia, diz-se ameaçada pelo reforço da NATO na região e assegura que os seus milhares de soldados nas proximidades da fronteira ucraniana não são uma ameaça. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: