Derramamento de óleo no Peru gerado por fortes ondas após erupção em Tonga

Derramamento de óleo no Peru gerado por fortes ondas após erupção em Tonga

Um derramamento de óleo ocorreu no sábado nas praias da província peruana de Callao devido a ondas anormais registradas após a erupção vulcânica em Tonga, informou o Centro Nacional de Operações de Emergência (COEN) na segunda-feira, garantindo que já estava “controlado”.

A Refinaria La Pampilla, da espanhola Repsol, informou no domingo que houve um “derramamento limitado” de petróleo no mar do distrito de Ventanilla del Callao, durante o processo de descarga do navio-tanque de bandeira italiana “Mare Doricum”, devido à violência das ondas de sábado na costa de Lima.

“Relata-se que o derramamento de óleo no mar de Ventanilla, na província de Callao, que ocorreu durante o processo de descarga de petróleo bruto do navio ‘Mare Doricum’ da Refinaria La Pampilla, já está sob controle”, um comunicado da o COEN.

A Refinaria indicou, por sua vez, que no momento do vazamento eles ativaram seus protocolos de segurança e suas brigadas conseguiram controlar “o incidente” no mesmo dia.

Sem informar a quantidade de petróleo derramado, a empresa disse que o controle e limpeza do petróleo bruto da costa continua em coordenação com as autoridades locais.

Por sua vez, a Marinha verificou no domingo que o pessoal do navio e do terminal Multibóias colocaram barreiras de contenção de aproximadamente 500 metros de comprimento. Eles também encontraram três barcos que estavam limpando e coletando o hidrocarboneto na área afetada.

O Ministério do Meio Ambiente passou a monitorar os danos ecológicos nas praias.

Enquanto isso, as autoridades locais fecharam três praias na tarde de domingo e evacuaram os banhistas.

“Terrível derramamento de óleo no mar de Ventanilla que ameaça nosso ecossistema”, disse à imprensa o prefeito de Ventanilla, Pedro Spadaro.

A erupção vulcânica submarina no Pacífico desencadeou no sábado pânico nas ilhas do reino de Tonga, com um tsunami que provocou ondas de 1,20 metros na capital Nuku’alofa, assim como no Japão, mas também gerou alertas em várias nações. neste oceano, como Austrália, Nova Zelândia, na costa oeste dos Estados Unidos, no Chile e no Equador, entre outros. *NTN24 / AFP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: