Alex Saab acusado de apropriar-se das reservas” em dólares equatorianos

Alex Saab acusado de apropriar-se das reservas” em dólares equatorianos

A Comissão de Supervisão da Assembleia Nacional do Equador entregou ao presidente da Colômbia, Iván Duque, um relatório no qual expõem como o empresário Alex Saab (suposta figura de proa de Nicolás Maduro) fez uso de empresas de “frente” ou também chamadas de “fantasmas” para “acessar os dólares da reserva equatoriana”.

A investigação indica que a Saab aproveitou uma reunião realizada em 28 de novembro de 2011 com os então presidentes Hugo Chávez (Venezuela) e Juan Manuel Santos (Colômbia) para fazer negócios e enriquecer de forma obscura no Equador, em benefício do governo chavista.

“Seu objetivo era facilitar a operação de uma empresa de papel criada cinco dias antes aqui em Bogotá, (o) Global Construction Fund (Foglocons) de Álex Saab e (seu sócio) Álvaro Pulido, a partir do Equador”, disse o presidente da a Comissão, Fernando Villavicencio.

 O Equador foi vítima de um assalto às reservas porque é o único país que tinha dólares e que tem dólares na região (…) o objetivo do chavismo era apropriar-se das reservas livremente disponíveis do Estado equatoriano”, acrescentou o deputado equatoriano.

Os números administrados pela Fiscalização indicam que foram extraídos 2.697 milhões de dólares da reserva equatoriana, o que “colocou em risco a liquidez de toda a economia”.

Tudo isso porque, presumivelmente durante o governo de Rafael Correa (2007-2017), o Equador entregou à empresa de fachada Saab e outra criada em 2012 em Guayaquil com o mesmo nome por Pulido, “160 milhões de dólares naqueles dias depois de ter recebido em as contas do Banco Amazonas e do Banco Territorial foram levadas do Equador para empresas em paraísos fiscais e para os Estados Unidos.” *NTN24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: