Gangues no Haiti assassinaram dois jornalistas

Dois jornalistas haitianos foram mortos na quinta-feira (6) por uma gangue nos arredores da capital, Porto Príncipe.

A informação foi prestada pela mesma estação de rádio onde trabalhavam as vítimas Wilguens Louissaint e Amady John Wesley.Um terceiro jornalista estava no local, mas conseguiu escapar.

A gangue, chamada Ti Makak, atirou em jornalistas e depois os queimou vivos, mas até agora os motivos são desconhecidos e os detalhes permanecem obscuros.

As mortes ocorreram quando gangues de criminosos expandiram seu alcance para além das favelas de Porto Príncipe.

A área de Laboule 12, de onde os três jornalistas noticiaram nesta quinta-feira, é alvo de intensos confrontos entre gangues armadas que tentam tomar o controle da área.

A impunidade das gangues mostra as fragilidades do sistema de justiça criminal do Haiti, onde as investigações raramente são bem-sucedidas. *Informações NTN24 / AFP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: