Faleceu Desmond Tutu, símbolo da luta contra o apartheid na África do Sul

Faleceu Desmond Tutu, símbolo da luta contra o apartheid na África do Sul

O arcebispo anglicano Desmond Tutu, ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 1984, morreu neste domingo, aos 90 anos, desencadeando uma onda de homenagens em homenagem a um dos últimos ícones desta geração.

O ativista foi diagnosticado com câncer de próstata no final dos anos 1990 e passou por diversas hospitalizações recentes relacionadas ao tratamento. Em redes sociais, o presidente da África do Sul, Cyril Ramphosa afirmou que Tutu era “um patriota sem igual”.

“O falecimento do arcebispo emérito Desmond Tutu é outro capítulo de luto por nossa nação, pois dispensa uma geração de sul-africanos excepcionais que nos legou um país libertado”, disse o presidente Cyril Ramaphosa em um comunicado. 

Ramaphosa expressou “em nome de todos os sul-africanos” sua “profunda tristeza pela morte” desta figura essencial da história sul-africana, após a morte em novembro de Frederik de Klerk, o último presidente branco do país. 

Após a chegada da democracia em 1994 e a eleição de seu amigo Nelson Mandela como presidente, Desmond Tutu, que deu à África do Sul o apelido de “Nação Arco-Íris”, ele presidiu a Comissão de Verdade e Reconciliação (TRC), criada Esperando que mudasse a página sobre o ódio racial.

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson expressou no domingo “profunda tristeza” pela morte de Tutu, elogiando sua “liderança intelectual”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: