China sanciona americanos por críticas sobre direitos humanos em Xinjiang

A China anunciou, nesta terça-feira (21), novas sanções contra quatro membros de uma comissão federal dos Estados Unidos sobre liberdade religiosa, em represália por seus comentários sobre a situação dos direitos humanos na província de Xinjiang.

“Estamos tomando contramedidas contra quatro membros da Comissão de Liberdade Religiosa Internacional americana: sua presidente, Nadine Maenza; sua vice-presidente, Nury Turkel; e os comissários Anurima Bhargava e James W. Carr”, disse o porta-voz porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, à imprensa.

Os quatro foram apontados por criticarem o tratamento dado à minoria muçulmana uigur em Xinjiang, um tema que tem sido fonte de tensão entre os países ocidentais e Pequim. O governo chinês nega os abusos.

As sanções incluem “a proibição das pessoas mencionadas de entrarem na China e o congelamento de seus bens na China continental, Hong Kong e Macau”, acrescentou o porta-voz. “Cidadãos e instituições chineses também estão proibidos de tratar com essas pessoas”, acrescentou. *Informações AFP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: