Iván Duque alertou para medidas imediatas se confirmar que o regime cubano ajuda o líder guerrilheiro Iván Márquez

Iván Duque alertou para medidas imediatas se confirmar que o regime cubano ajuda o líder guerrilheiro Iván Márquez

O presidente colombiano Iván Duque garantiu que se a inteligência do país confirmar que o dissidente do acordo de paz, vulgo Iván Márquez, é refugiado em Cuba, seu governo responderá imediatamente e repensará sua relação diplomática com o regime de Diaz-Canel.

“Se for confirmado que o pseudônimo Iván Márquez, que tem circulares da Interpol em vermelho e tem pedido de extradição, está em Cuba, protegido pelo governo daquele país, a Colômbia repensaria imediatamente suas relações diplomáticas com aquele país”, disse o presidente em entrevista à Semana .

A presença de Márquez em Cuba seria uma violação da resolução 1.373 do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU).

O regime cubano já abriga dirigentes do Exército de Libertação Nacional (ELN) em seu país, especificamente os negociadores que mantiveram e posteriormente romperam as negociações com o governo Iván Duque.

A mídia colombiana – citando fontes de inteligência – assegura que o líder dos dissidentes das FARC fugiu para Cuba depois que seus aliados Jesús Santrich, El Paisa e Romaña foram assassinados na Venezuela. *Informações NTN24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: