Ataque com Molotov ao Grupo Clarín na Argentina

Ataque com Molotov ao Grupo Clarín na Argentina

Indivíduos desconhecidos lançaram bombas incendiárias na noite de segunda-feira em frente ao prédio onde opera o jornal argentino Clarín, sem causar vítimas ou danos, denunciou o grupo editorial nesta terça-feira.

“Lamentamos e condenamos este grave fato que à primeira vista aparece como uma expressão violenta de intolerância contra um meio de comunicação e aguardamos seu urgente esclarecimento e sanção”, afirmou o Grupo Clarín em nota.

O presidente argentino, Alberto Fernández, repudiou o ataque, afirmando que “a violência sempre altera a convivência democrática”.

“Esperamos que os fatos sejam esclarecidos e os autores sejam identificados a partir da investigação que está em andamento”, disse o presidente por meio do Twitter.

Segundo a denúncia, o incidente ocorreu por volta da meia-noite de segunda-feira, quando um grupo de nove pessoas com o rosto coberto atirou contra o prédio do Clarín, no bairro de Barracas, em Buenos Aires. 

O prédio foi fechado e não houve vítimas ou danos materiais. 

O ataque foi registrado pelas câmeras de segurança do local.

O ministro do Interior, Aníbal Fernández, também condenou o ataque. “Confio em que os perpetradores serão identificados e punidos”, disse ele.

A Associação de Entidades Jornalísticas Argentinas (ADEPA) “condena veementemente o acontecimento” que descreveu como um “grave atentado à liberdade de expressão”.

O caso é investigado pela Justiça Federal. *NTN24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: