Portugal: companhias aéreas inconformadas com medidas exigidas

Desde de quarta-feira (01) as companhias aéreas com voos para Portugal têm de ser certificar de que os passageiros viajam com teste negativo da Covid-19, mesmo vacinados. Medida adoptada por Lisboa após o surgimento da variante Ômicron.

Antônio Moura, Diretor executivo da Associação das Companhias Aéreas, em declarações fornecidas por Marie-Line Darcy, insurge-se contra a medida.

Não têm sentido nenhum. Porque, no fundo, as companhias aéreas caso não controlem ou caso falhem no controlo da exibição deste teste no momento do embarque do passageiro podem levar com coimas que podem ir até 20 000 ou 40 000 euros por passageiro.”

Enquanto Portugal exige teste a todos os passageiros, a França, por exemplo, só o exige para cidadãos de fora da União Europeia.

Antônio Moura lamenta a falta de coordenação no seio da Europa e as medidas unilaterais, como as do governo português.

Uma das preocupações da Comissão Europeia é que haja harmonização. Se cada país começa a tomar as suas medidas, como quer e bem lhe apetece, se cada país começa a impor coimas deixa de ser uma medida de saúde pública, já começa a soar a restrição de liberdade de pessoas.”

A Câmara municipal de Lisboa, a capital, abre agora novos centros de vacinação.

O novo autarca, antigo comissário europeu, Carlos Moedas, frisou a importância de se apostar na vacinação, em complemento dos testes, para não ter de se fechar a economia. *RFI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: