Organização de direitos humanos critica governo da China em relação ao paradeiro de estrela do tênis

Organização de direitos humanos critica governo da China em relação ao paradeiro de estrela do tênis

Uma organização global de direitos humanos pediu a atletas, fãs e patrocinadores dos Jogos de Inverno de Pequim que falem sobre Peng Shuai, a estrela do tênis do país, que estaria desaparecida.

Segundo uma mensagem enviada numa conta chinesa de rede social de Peng no dia 2 de novembro, o ex-vice-primeiro-ministro da China, Zhang Gaoli teria abusado sexualmente da tenista e os dois teriam, mais tarde, mantido um relacionamento extraconjugal.

Posteriormente, órgãos da mídia fora da China informaram que Peng teria sumido, gerando preocupações sobre o destino da tenista.

Numa declaração emitida na quinta-feira, a organização Observatório dos Direitos Humanos (Human Rights Watch), baseada nos Estados Unidos, disse que o governo chinês “faz desaparecer à força indivíduos cujas opiniões ou conduta são consideradas problemáticas ou constrangedoras”, e “utiliza formas de detenção extralegais”.

A organização acrescentou que as “autoridades chinesas foram longe para silenciar seus críticos”.

A declaração diz ainda que “atletas, fãs globais de esportes e patrocinadores olímpicos deveriam falar em prol de Peng, e usar sua influência para lidar com questões de direitos humanos na China antes dos Jogos.”

Na quinta-feira, a CGTN, filial internacional da emissora estatal da China CCTV, divulgou um e-mail que disse ter sido enviado por Peng ao chefe da Associação de Tênis Feminino, Steve Simon, negando que ela estaria desaparecida ou sob perigo. Simon, entre outras pessoas, manifestaram dúvidas sobre a autenticidade da mensagem. *NHK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: