Governo cubano prende opositores

Vários dissidentes cubanos foram presos nesta segunda-feira (15), pouco antes de uma manifestação convocada pela oposição, apesar da proibição das autoridades, que garantem que a paz reina nas ruas.

Entre os líderes da dissidência presos está Manuel Cuesta Morua, vice-presidente do Conselho para a Transição Democrática.

Segundo relatos de agências noticiosas, jornalistas foram impedidos de sair de suas casas, como Abraham Jiménez Enoa, do Washington Post, que está em prisão domiciliar, além de profissionais da agência Efe, que tiveram credenciais suspensas.

Nas redes sociais, alguns cubanos postaram fotos vestidos de branco, como pedia a convocação do protesto, mas a grande manifestação planejada não aconteceu.

A Casa Branca reagiu denunciando as manobras do governo cubano para “silenciar” os manifestantes pacíficos, em particular pela prisão de opositores que se reuniram em Havana e em seis províncias.

O conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, lamentou as “prisões” e “técnicas de intimidação” das autoridades de Havana. “Os Estados Unidos estão empenhados em apoiar as ações dos cubanos que buscam promover a transição democrática”, continuou, pedindo ao governo cubano para não usar a violência contra os dissidentes.

Categorias:Américas, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.