Cuba: novos protestos pela democracia

Cuba: novos protestos pela democracia

Manifestantes desafiam o regime cubano e prometem sair às ruas no dia 15, cujos objetivos dos atos seriam pela queda do governo de Días-Canel, por reformas democráticas e pela libertação de prisioneiros políticos. 

Na última quinta-feira, o dramaturgo cubano Yunior García Aguilera — um dos líderes da plataforma Archipélago e principal mentor do protestos de 11 de julho e de amanhã — anunciou que marchará sozinho, neste domingo (14), em uma avenida central de Havana, que segundo ele tem o objetivo de minimizar os riscos de violência. 

A jornalista e blogueira Yoani Sánchez disse que o principal objetivo da marcha cívica de amanhã é reclamar a libertação dos prisioneiros políticos presos e condenados de forma sumária e sem garantias processuais durante os protestos de 11 de julho.

No protesto anterior, também deste ano, 600 pessoas teriam sido detidas e não se sabe quantas continuam presas.  Desde setembro do ano passado o número de pequenos protestos se multiplicou na ilha. Seriam até 300 por mês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: