Relatório do governo aponta aumento de suicídio entre mulheres no Japão

Um relatório do governo japonês revela que, no ano passado, aumentou o número de suicídios entre mulheres que atuam no mercado de trabalho. O documento sugere que isso deve a possíveis mudanças nas condições empregatícias causadas pela disseminação de infecções por coronavírus.

O Gabinete do Japão aprovou o relatório anual sobre prevenção de suicídios em uma reunião na terça-feira. O documento informa que 21.081 pessoas tiraram a própria vida em 2020, um aumento de 912 indivíduos em relação ao ano anterior. Este foi o primeiro aumento de um ano para o outro, desde 2009. O último aumento se seguiu à crise financeira global de 2008.

O relatório do governo aponta que o número de homens que cometeram suicídio foi de 14.055, ou 23 a menos, marcando o décimo primeiro declínio consecutivo. Já o número de suicídios entre mulheres cresceu em 935, totalizando 7.026, o que marca o primeiro aumento em dois anos.

Ao comparar o número de suicídios femininos com a média dos últimos cinco anos, o relatório revela que o maior aumento se deu entre mulheres que atuam no mercado de trabalho, tais como funcionárias de escritórios, profissionais do setor de saúde ou fornecedoras de outros tipos de serviços.

Houve aumento no número de casos em que mudanças no ambiente de trabalho e relações com colegas de serviço foram citadas como possíveis razões ou motivos para o suicídio dessas mulheres. *NHK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: