Promotoria do Japão demanda 2 anos de prisão para ex-executivo da Nissan Motor

Promotoria do Japão demanda 2 anos de prisão para ex-executivo da Nissan Motor

Promotores japoneses demandaram dois anos de prisão para o ex-executivo da Nissan Motor Greg Kelly por suposto envolvimento na omissão de ganhos do ex-presidente do conselho de administração da empresa, Carlos Ghosn.

Kelly é acusado de conspirar para omitir ganhos de Ghosn nos relatórios financeiros da montadora.

Greg Kelly, de 65 anos, declarou ser inocente das acusações feitas pela Promotoria. Ele declarou ao tribunal que jamais conspirou com Carlos Ghosn ou quaisquer outros executivos da Nissan. Kelly também disse que jamais entregou relatórios financeiros contendo informações falsas.

A montadora, por sua vez, admitiu acusações similares. Na quarta-feira, a Promotoria declarou ao tribunal que Greg Kelly contemplou um esquema para o pagamento de remunerações não pagas a Ghosn de outras formas. Os promotores afirmaram que isso poderia ser feito somente por Kelly, que, segundo eles, era homem de confiança do ex-presidente do conselho de administração.

Segundo a Promotoria, o crime foi concebido para concretizar a ganância desmedida de Carlos Ghosn de evitar a divulgação de seus ganhos e atrair críticas de acionistas e o risco de perder seu emprego, sem reduzir seus ganhos.

Os promotores afirmaram que está fora de questão que uma empresa se engaje em práticas ilícitas para manter um executivo.

Eles também exigiram que a Nissan pague uma multa de 200 milhões de ienes, ou cerca de 1,79 milhão de dólares. *NHK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: