Coreia do Norte pode ter lançado míssil balístico

O governo do Japão informa que a Coreia do Norte parece ter lançado um míssil balístico em direção ao Mar do Japão na manhã desta terça-feira.

As forças armadas sul-coreanas disseram acreditar que a Coreia do Norte lançou um míssil de curto alcance a partir da região norte do país em direção a sua costa leste. Os militares da Coreia do Sul acrescentam que estão coletando e analisando informações juntamente com os militares dos Estados Unidos.

O primeiro-ministro do Japão, Suga Yoshihide, disse: “O governo japonês está em alerta máximo e monitorando a situação. Estamos analisando também como o lançamento foi realizado.”

Autoridades do governo japonês afirmam ser improvável que o suspeito míssil balístico tenha caído dentro da zona econômica exclusiva do Japão.

No início de setembro, a Coreia do Norte anunciou que tinha realizado com sucesso testes de lançamento de mísseis de cruzeiro de longo alcance desenvolvidos recentemente. Três dias depois, Pyongyang lançara também dois mísseis balísticos de curto alcance no Mar do Japão. É provável que eles tenham caído dentro da zona econômica exclusiva do Japão.

Pouco depois do lançamento de terça-feira, o embaixador da Coreia do Norte para as Nações Unidas, Kim Song, subiu ao pódio da Assembleia Geral da ONU para defender o desenvolvimento nuclear e de mísseis de seu país, pedindo aos Estados Unidos que suspendessem sua política hostil contra a Coreia do Norte. *NHK

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.