Rússia aposta em quebra-gelos para garantir supremacia no Ártico

Visto de Moscou, o Ártico não é tanto um espaço frágil que deve ser protegido, mas um reservatório repleto de matérias-primas e oportunidades comerciais. E, para garantir a supremacia russa, o país patrulha a área com uma frota de quebra-gelos nucleares.

“Um terço do nosso território está localizado além do círculo polar”, garante Dmitri Lobusov, capitão do navio “50 let Pobedy” (50 anos da Vitória).

“Nossos ancestrais já se destacavam na navegação em águas geladas. E nós continuamos, com sucesso”, completa.

O oficial encarregado deste quebra-gelo indica a crescente importância de suas missões com o “desenvolvimento de recursos” naturais.

O presidente russo, Vladimir Putin, apontou a exploração da riqueza do Ártico (petróleo, gás e minerais) como uma prioridade estratégica.

A região lidera as exportações nacionais de gás natural liquefeito (GNL) produzido pela russa Novatek e pela francesa Total na península de Yamal, no noroeste da Sibéria.

“A zona ártica tem um potencial enorme. Em termos de recursos, estamos falando de 15 bilhões de toneladas de petróleo e 100 trilhões de m3 de gás. O suficiente para dezenas, até centenas de anos”, apontou o ex-ministro da Energia, Alexander Novak, atualmente vice-primeiro-ministro. *Informações AFP

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.