ONU alerta sobre mais 500.000 refugiados afegãos até o final do ano

A ONU disse nesta sexta-feira que está se preparando para um possível êxodo do Afeganistão devastado pela violência de até meio milhão de refugiados a mais até o final de 2021.

A organização disse que atualmente não há uma enxurrada de pessoas fugindo das fronteiras do Afeganistão, mas acrescentou que está traçando planos de contingência para que isso mude à medida que a crise do país se aprofunda.

“A emergência humanitária atualmente é dentro do Afeganistão”, disse Kelly Clements, a subcomissária do ACNUR, a repórteres.

Mas “esta é obviamente uma situação realmente dinâmica”, disse ela, explicando que o ACNUR estava planejando uma variedade de cenários diferentes, incluindo um êxodo em massa.

“Estamos nos preparando para receber cerca de 500.000 novos refugiados na região. Este é o pior cenário”, disse ela.

Ela enfatizou, em particular, a necessidade de aumentar o apoio aos países vizinhos que já hospedam os mais de 2,2 milhões de refugiados afegãos e que em breve poderão ver o novo influxo.

Mesmo antes de o Taleban assumir o poder no Afeganistão, há quase duas semanas, a situação humanitária no país havia se deteriorado dramaticamente.

Metade da população já precisava de assistência humanitária e estima-se que metade de todas as crianças menores de cinco anos sofre de desnutrição aguda.

A ONU apresentou na sexta-feira um plano para que as agências da ONU e ONGs parceiras se preparem e respondam ao desdobramento da crise no Afeganistão e nos países vizinhos.

Ele apelou urgentemente por quase US $ 300 milhões para financiar o plano.

“Estamos apelando a todos os países vizinhos do Afeganistão para que mantenham suas fronteiras abertas para que aqueles que buscam segurança possam encontrar segurança”, disse Clements.

Em particular, o Irã e o Paquistão, que juntos hospedam 90 por cento dos refugiados afegãos na região, junto com cerca de três milhões de outros afegãos sem status de refugiados, “precisarão de muito apoio”, disse ela.

O aumento da violência desde o início do ano também fez com que quase 560 mil afegãos fugissem do país, juntando-se a cerca de 2,9 milhões de deslocados internos já registrados no Afeganistão no final de 2020, disse o ACNUR.

Mais de 80% dos deslocados em 2021 eram mulheres e crianças. *i24News

Categorias:Mundo, Sem categoria

Marcado como:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.