Argentina condena nomeação de ministro iraniano por vínculo com atentado de 1994

O governo argentino condenou a nomeação de Ahmad Vahidi, ex-comandante da Força Quds, ao cargo de Ministro do Interior do Irã, um dos supostos autores do bombardeio do centro comunitário judaico em Buenos Aires, em 18 de julho de 1994.

O ataque ceifou a vida de 85 pessoas e feriu outras centenas. Vahidi é procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), desde 2007, e uma ordem de extradição foi emitida contra ele pela Argentina.

Cena do ataque ao escritório da Associação Mutual Israelense Argentina em Buenos Aires, 18 de julho de 1994 (Reuters / Enrique Marcarian / Arquivos]

O Ministério de Relações Exteriores da Argentina descreveu a indicação como “afronta à justiça e às vítimas do brutal atentado terrorista”, ao reiterar que o judiciário do país considera o general iraniano como “agente influente no planejamento do atentado”.

Segundo o promotor Sebastian Basso, “o caso está aberto, as ordens de extradição estão em vigor e a promotoria está mais interessada nesta pessoa [Vahidi] sendo julgada na Argentina. Sabemos, porém, que após 27 anos, é uma tarefa bastante difícil. “

Basso está encarregado dos esforços de extradição desde 2015, após substituir seu antecessor Alberto Nisman, assassinado em janeiro daquele ano, quatro dias depois de acusar a então presidente Cristina Kirchner (agora vice-presidente da Argentina) de manipular a investigação em favor dos Irã, bem como do terrorismo e da traição.

“Quando Nisman apresentou documentos em 2016 solicitando a extradição dos iranianos envolvidos, ele deixou claro que o regime do Irã não tem constituição ou democracia”. “Com *i24 News

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.