UE proíbe lenço de cabeça e declara violação das liberdades

Turquia: UE proíbe lenço de cabeça e declara violação das liberdades

A Turquia rejeitou no domingo (18) uma decisão de um importante tribunal da União Européia permitindo a proibição do véu sob certas condições como uma “clara violação das liberdades religiosas”, acrescentando que a medida exacerbaria os preconceitos contra as mulheres muçulmanas na Europa.

O Tribunal de Justiça da UE com sede em Luxemburgo decidiu na quinta-feira que as empresas do bloco podem proibir funcionários de usar lenço na cabeça sob certas condições, se eles precisarem fazer isso para projetar uma imagem de neutralidade para os clientes. consulte Mais informação

O Ministério das Relações Exteriores turco disse que a decisão é um sinal do aumento da islamofobia, em um momento em que afirma que as mulheres muçulmanas na Europa estão sendo submetidas a uma crescente discriminação por suas crenças religiosas.

No sábado, o diretor de comunicação da presidência turca, Fahrettin Altun, condenou a ação, dizendo que “esta decisão errada é uma tentativa de dar legitimidade ao racismo”.

A questão do hijab, o lenço de cabeça tradicional usado em volta da cabeça e dos ombros, tem causado divisões em toda a Europa há anos, sublinhando diferenças agudas sobre a integração dos muçulmanos. *Israel Hayom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.