Cinco dias de luto na Argentina por mais de 100.000 mortes por covid

Paciente com covid na Argentina / FOTO: AFP

Cinco dias de luto nacional foram decretados pelo governo argentino em homenagem às mais de 100.000 mortes por coronavírus.

Uma dor imensa percorre toda a sociedade por cada uma das pessoas vítimas fatais da pandemia”, explica o decreto assinado pelo presidente, Alberto Fernández, e pelo chefe de gabinete, Santiago Cafiero.

A Argentina atingiu 100.250 mortes por covid na quarta-feira (14), com um total de 4.702.657 casos registrados desde o início da pandemia em março de 2020, ocupando a oitava posição no mundo no total de casos e o décimo primeiro no total de mortos. Em casos e mortes por milhão de habitantes, está na posição 13.

“Cada uma dessas pessoas tinha um nome, uma vida, parentes, amigos, amigos e afetos”, acrescenta o decreto no qual Fernández exorta os argentinos a se conscientizarem “da necessidade de cuidar do cuidado pessoal e coletivo”.

A bandeira permanecerá hasteada a meio mastro nos prédios públicos durante os dias de luto. 

A regra também prevê que se continue “avançando rapidamente com a maior campanha de vacinação da história do país”.

Mais de 20,6 milhões de pessoas receberam pelo menos a primeira dose da vacina covid-19 até quarta-feira, o que representa 60,85% da população com mais de 18 anos e 45% da população total. Dos vacinados, 5,1 milhões têm a segunda dose aplicada (11%), segundo o Monitor Público de Vacinação. *Informações AFP/NTN24

Categorias:Américas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.