As complicações de saúde de Bolsonaro são consequência da facada que sofreu em 2018

O presidente Jair Bolsonaro, que está internado em um hospital privado em São Paulo, continuará com um “tratamento conservador” e sob observação para ser avaliado se deve ser operado por uma “obstrução intestinal”.

“Após as avaliações clínicas, laboratoriais e de imagem, o presidente permanecerá internado em tratamento clínico conservador”, informou o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo.

Na quarta-feira, Bolsonaro deu entrada no Hospital das Forças Armadas de Brasília com dores abdominais e após ter sofrido repetidos soluços nos últimos dias.

O próprio Bolsonaro, em mensagem em seu perfil no Twitter, chegou a afirmar que a complicação era consequência do atentado que sofreu em 2018, em plena campanha eleitoral que o levou ao poder, quando foi esfaqueado no abdômen por Adélio Bispo, que continua preso.

Desde quinta-feira da semana passada, quando fazia seu habitual programa ao vivo pelas redes sociais, Bolsonaro mostrava os soluços que o afligiam e em suas intervenções públicas posteriores continuou com os sintomas.

Nos últimos três anos, ele passou por cinco operações, quatro delas em decorrência do atentado que sofreu em 2018.

Categorias:Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.